PLÁSTICOS

Os objetivos são estabelecer esquemas eficazes de recolha de resíduos plásticos das famílias e do retalho e envolver os cidadãos na separação de mais resíduos plásticos. Ao fazê-lo, cooperaremos com retalhistas, proprietários de marcas (fabricantes) e designers para garantir um uso mais amplo das diretrizes sobre reciclagem de embalagens plásticas.

Além disso, objetivamos demonstrar novas aplicações de produtos para plástico reciclado, a fim de incentivar os proprietários e retalhistas de marcas a exigirem tais produtos, impulsionando novas oportunidades de mercado.

Ambições FORCE

Copenhaga tem como objetivo estabelecer pelo menos três esquemas de coleta diferentes para plásticos flexíveis para uso doméstico e avaliar a eficácia e a participação dos cidadãos. Também tem como objetivo verificar se os resíduos de plásticos de residências (pós-consumidor) e outras fontes (por exemplo, fazendas e empresas) podem ser recolhidos e processados em um recurso comercializável, testando e demonstrando pelo menos 10 aplicações inovadoras. Com base nisso, esperamos demonstrar potencial viável de mercado final para pelo menos três aplicações feitas com plásticos flexíveis reciclados.

Hamburgo estabelecerá uma coleção separada de plásticos em cinco estações de reciclagem. Tem como objetivo produzir fluxos de resíduos plásticos mais limpos, a fim de alcançar valores e uso do mercado consideravelmente mais altos.

Lisboa quer promover uma “Chamada para Artistas”, a fim de incentivar a criação artística de obras de arte urbana construídas com resíduos de plástico. Essa iniciativa sensibilizará e estimulará a reciclagem de materiais plásticos pelos cidadãos.

O objetivo de Génova é envolver as partes interessadas locais e criar uma start-up que faça experiências com a produção de itens de plástico com alto potencial de vendas. Será desenvolvido um plano de negócios que pode incluir receitas potenciais de Green Credit.