fbpx

Uma abordagem de design centrado no ser humano visa compreender as necessidades do utilizador e o impacto ambiental. Dentro dessa abordagem, o problema é definido observando todo o sistema, ou seja, existe um pensamento de ciclo de vida.

Os produtos, também, podem ser vistos como um organismo vivo, com uma série de subsistemas interdependentes, cada um exigindo um nível de cuidado e nutrição para um funcionamento ideal.

Sendo os ecossistemas e construções sociais inerentemente difíceis de prever, as soluções não podem ser configuradas para explorar ou abordar atributos únicos sem compreender as implicações para todo o sistema.

Estender a vida útil dos produtos é mais do que apenas reciclar materiais. Trata-se de manter um produto o mais próximo possível de seu estado original ao longo do tempo, por exemplo, por mais tempo de uso, reparo ou recondicionamento.

Roda de design: pensamento de todo o sistema

1. Comece com as pessoas – design para um propósito

Aplique uma abordagem de design centrada no ser humano para entender as necessidades e o comportamento do utilizador e descobrir as motivações, desafios e desejos. Identifique os parceiros da rede e entenda as suas necessidades. Esclareça e simplifique as funções e torne-as valiosas e desejáveis.

2. Design de sistema

Projete para cadeias de valor e supply chains. Defina o problema olhando para todo o sistema com o pensamento do ciclo de vida em mente (setor de ciclo fechado).

3. Design e inovação – desenvolvimento de um novo conceito

Procure agregar novas formas de usar e reaproveitar o produto já na fase de projeto, no projeto de produtos e serviços. Use inovações técnicas e sociais para fechar o ciclo.

4. Digitalização (-> serviço / produto)

Incorpore tecnologia digital e plataformas de inovação aberta, colabore para criar valor conjunto. Analise e otimize o uso de recursos e fortaleça as conexões entre os atores da supply chain por meio de plataformas e tecnologias digitais e online.

5. Repense o modelo de negócios

Trabalhe em direção a inovações de novos modelos de negócios circulares, construindo a interação entre produtos e serviços – produto como serviço. Deve-se ter em mente a descoberta de modelos económicos de negócios e a compreensão do comportamento da sociedade.