De sobras não comidas a produtos estragados, cerca de 94% dos alimentos que deitamos fora vão para aterros ou instalações de combustão. Podemos ajudar a reduzir esse número mudando nossos hábitos de consumo em casa, onde ocorre grande parte do desperdício alimentar. 

Benefícios da redução do desperdício alimentar 

– Economiza dinheiro ao comprar menos comida. 

– Reduz as emissões de metano de aterros e diminui a sua pegada de carbono. 

– Conserva energia e recursos, evitando a poluição envolvida no cultivo, fabricação, transporte e venda de alimentos. 

– Apoia a sua comunidade, fornecendo alimentos doados que, de outra forma, seriam desperdiçados para aqueles que não têm um supply estável de alimentos. 

Maneiras de reduzir o desperdício de alimentos 

Planear, preparar e armazenar alimentos pode ajudar a desperdiçar menos alimentos em casa. Aqui estão algumas dicas: 

Dicas de planeamento 

– Ao fazer uma lista com as refeições semanais em mente, pode economizar dinheiro e tempo e consumir alimentos mais saudáveis. Se não comprar mais do que espera usar, é mais provável que os alimentos mantenham fresco e sejam usados na sua íntegra. 

– Mantenha uma lista contínua das refeições e ingredientes que já sabe que a sua família gosta. 

– Faça a sua lista de compras com base em quantas refeições vai comer em casa. Vai comer fora esta semana? Com que frequência? 

– Planeie as suas refeições para a semana anterior às compras e compre apenas o necessário para essas refeições. 

– Inclua quantidades na sua lista de compras, anotando quantas refeições fará com cada item para evitar compras em excesso. 

– Verifique primeiro o frigorífico e os armários para evitar comprar alimentos que já tem. 

Dicas de armazenamento 

– Congele, conserve ou enlate sobras de frutas e vegetais – especialmente produtos sazonais. 

– Muitas frutas libertam gases naturais à medida que amadurecem, fazendo com que outros produtos próximos se estraguem mais rápido. Armazene bananas, maçãs e tomates sozinhos e armazene frutas e vegetais em caixas diferentes. 

– Espere para lavar as frutas até que as queira comer, para evitar bolor. 

– Se gosta de comer fruta à temperatura ambiente, guarde-a no frigorífico para a máxima frescura. De manhã, retire do frigorífico o que vai comer durante o dia. 

Dicas de preparação 

– Prepare alimentos perecíveis logo após as compras. 

– Ao voltar das compras, reserve um tempo para lavar, secar, picar, cortar, fatiar e colocar os alimentos frescos em recipientes de armazenamento para lanches e fácil cozimento. 

– Congele alimentos como pão, frutas fatiadas ou carne que sabe que não irá conseguir comer a tempo. 

– Reduza o seu tempo na cozinha preparando e congelando as refeições com antecedência. 

– Prepare e cozinhe itens perecíveis e congele-os para uso durante todo o mês. 

Dicas de economia 

– Esteja atento aos ingredientes antigos e às sobras que precisa de usar. 

– Cozinhe ou coma o que já tem em casa antes de comprar mais. 

– Se tiver legumes ou fruta demasiado madura, ainda pode ser usada para cozinhar sopas, caçarolas, salteados, molhos, assados, panquecas ou smoothies. 

– Se for seguro e saudável, use as partes comestíveis dos alimentos que normalmente não come. Por exemplo, pão seco pode ser usado para fazer croutons, topos de beterraba podem ser refogados para um acompanhamento delicioso e restos de vegetais podem ser feitos no caldo. 

– Procure sites que fornecem sugestões para o uso de sobras de ingredientes.